Cultura

 

Manifestações culturais
 
Município de extensão pequena (457 km2), Laranja da Terra, com uma população de apenas 10.802 habitantes (Censo/2007), preserva em sua vivência aspectos culturais como as festas religiosas, a culinária, o casamento e a língua pomeranos. 63% de sua população se declara pomerana, 30% afro-brasileira e 07% italiana, que expressam suas manifestações culturais, no que podemos classificar, em quatro grupos diferentes: religioso, folclórico, artístico e ecológico.
 
 
 
Grupos religiosos podemos destacar:
 
A celebração do Dia da Reforma da Igreja Luterana – Acontece em 31 de outubro, em todos os anos, sendo inclusive feriado municipal. A celebração é ecumênica e é intermediada por uma caminhada que culmina com um “café da tarde” que tem como elementos principais: “mijlchabroud” (um tipo de pão de milho), “suitakafa” (café doce), “melkkafa” (café com leite), “boter” (manteiga), “uutgelektakäis” (“puina”/coalhada) e doces. As comunidades luteranas ainda celebram no decorrer do ano as suas tradicionais festas de colheita.
 
A festa de São João Batista - Dia 24 de junho também é feriado municipal em homenagem ao padroeiro da Comunidade Católica Apostólica Romana da sede municipal. É comemorado durante 2 a 3 dias, com celebração de missa, procissão e festividades tradicionais afins, como danças de quadrilha e comidas típicas das festas juninas. Os outros distritos e comunidades têm suas festividades em torno dos padroeiros das comunidades da igreja católica-apostólica romana locais, tais como: Bom Jesus, São José, Santa Luzia, Luiz Gonzaga e outros.
 
 
 
Grupo artístico destacam-se os trabalhos com pintura, desenho, bordado, cerâmica, cestarias, balaios, peneiras, palha, marcenaria, música e “brolha”. Há uma forte presença de músicos: compositores, tocadores de concertina, acordeão, guitarra, violão, vocalistas e “trombonistas”.
 
 
 
Grupo folclórico vale a pena ressaltar a riqueza do “casamento pomerano”, com rituais do “pulderåwend” (noite do quebra-louça), “kransafdans” (dança da noiva), com comidas típicas, enfeites, bandeira; e tudo isso animado ao som da concertina. Há, recentemente formados, dois grupo de danças folclóricas. O primeiro denominado de “Grupo folclórico SIRIEMA”, composto por jovens do município, e o segundo, denominado “Grupo Folclórico Andorinhas Mensageiras”, composto por crianças e adolescentes da localidade de Jequitibá Pequeno, distrito de Sobreiro.  - Outra importante atividade são os grupos da 3a idade, onde as pessoas se reúnem em suas comunidades e ali dançam, brincam, jogam, cantam músicas e encenam teatros na língua pomerana e na língua portuguesa. Esses grupos são uma importante oportunidade de lazer. – Também de suma importância é o Festival de Concertina que retrata a importância da música para o povo, especialmente para o povo pomerano, que reúne pessoas de todo o município e de outras localidades. Esse evento acontece em todos os anos.
 
 
 
Grupo ecológico, ressalte-se a importância do trabalho com artesanato de pessoas que utilizam o papelão, a embira da banana, sementes e cipós, para a produção de lindas peças, tais como: enfeites, caixas, quadros, porta-retratos e outros. – E também tem o trabalho com plantas medicinais, e o cultivo e a produção de hortaliças e frutas sem o uso de adubos químicos e sem o uso de agrotóxicos. – Aqui também cabe mencionar a ação da Secretaria Municipal de Educação, de ter no currículo das escolas da rede municipal de ensino aulas de “práticas agro-ecológicas” no intuito de colaborar com a preservação do meio ambiente e com a melhoria de qualidade de vida dos munícipes.
 
 
 
Ações culturais desenvolvidas no município
 
Várias são as atividades culturais desenvolvidas no Município, destacando-se às das comunidades religiosas, como: festas de colheita, “Dia da Reforma”, festas de padroeiros, casamentos com rituais da cultura pomerana, grupos de trombonistas, grupos de terceira idade, trabalhando danças e teatros, grupos de canto coral (também em língua pomerana), etc. Outras manifestações culturais presentes no Município: grupo de artesanato “Brolha”, trabalho artesanal com cerâmica, material reciclado (papelão, plásticos, isopor, latas, etc.), palhas, cipós, etc., e tocadores de concertina e cavaquinho.